17.1.09

Conceitual

"A aplicação das leis é mais importante que sua elaboração"
Thomas Jefferson

É esse tipo de pensamento que nos leva à algumas atitudes extremistas na história. Foi com esse pensamento que se legitimou o domínio nazi-fascista, que ainda legitima a ditadura chinesa; é o pensamento de acomodação, de status quo. Daquele atendente chato de telemarketing, que siz "nada pode ser feito, está no contrato".
Dane-se Thomas Jefferson, e sua filosofia maquiavélica.
Não adianta termos um pensamento jurídico tão avançado como o temos, voltado para o social, para o bem-estar coletivo, se a apatia (êta palavrinha besta e ingrata) o consome, o retrai - a justiça não se move sozinha.
E se o Judiciário é moroso, a culpa não é do sistema, ou do juiz - mas sim daqueles que, de má-fé, utilizam todo e qualquer recurso (originalmente criado e elaborado - veja só, elaborado - para garantir que não se cometesse nenhum ato de injustiça) para retardar o irremediável - a condenação do injusto. Aplicam a lei? Sim, mas de forma errônea. E de que adianta dizer isso ao Sr. Jefferson? A lei está aí para ser aplicada, diria ele, sem ao menos levantar os olhos.

A justiça tarda, mas não falha. E se tarda, é por culpa nossa.

3 Mentira(s):

Anônimo disse...

apoiado companheiro!
OIHAOIAJOIAHIOAH

eudissequeespecialemntehojeestavahorríveledeficientemasvocêinsistiujajajajajasedanoubriiinks

eu te adoro ;)
( na verdade isso foi só pra não deixar o comentário completamente vão, mas nerdade verdade, eu te odeio muhauhauahua )
BGS

17 de janeiro de 2009 01:21
Anônimo disse...

Eu...
Eu concordo plenamente.
Até mesmo em colocar idéias em agendas antes de divulgá-las!
huhuh
bj
"G"

17 de janeiro de 2009 18:27
luzdeluma disse...

Quem são os fiscais dos direitos?

Boa semana! Beijus

19 de janeiro de 2009 08:42

Postar um comentário

 

©2009Álibi | by TNB